ACESSUAS Trabalho

DSC_2098

PROGRAMA NACIONAL DE PROMOÇÃO AO MUNDO DO TRABALHO

ACESSUAS-TRABALHO.

 

 

Cadastre-se no link https://goo.gl/forms/Try1vWhFMvLeVZ1x1

 

O QUE É?

É um Programa instituído pelo Conselho Nacional de Assistência Social – CNAS; através da Resolução Nº 18, de 24 de maio de 2012.

 

QUAL O OBJETIVO DO ACESSUAS-TRABALHO?

É a busca da autonomia1 das famílias usuárias da Política de Assistência Social, por meio da articulação, identificação, sensibilização, desenvolvimento de habilidades e orientação para o mundo do trabalho.

 

COMO VAMOS AJUDAR AS FAMÍLIAS NA BUSCA DESSA AUTONOMIA?

Promovendo a integração dos usuários da Política de Assistência Social ao mundo do trabalho por meio da articulação, identificação, sensibilização, desenvolvimento de habilidades e orientação para o mundo do trabalho.

 

COMO PODEMOS COMEÇAR?

Seguindo as Diretrizes do Programa ACESSUAS-TRABALHO, expressas mais recentemente, na Resolução do Nº 18, do CNAS, de 24 de Dezembro de 2016.

 

QUAIS SÃO ESSAS DIRETRIZES?

– Qualificação das ações da assistência social para o acesso do usuário ao mundo do trabalho;

– Fortalecimento da integração do Programa ACESSUAS-TRABALHO com o PAIF;

– Consolidação do Programa ACESSUAS-TRABALHO nas competências do SUAS;

– Monitoramento do percurso do usuário no mundo do trabalho integrado aos serviços socioassistenciais.

 

COMO PODEMOS REALIZAR ESSAS DIRETRIZES?

Para a realização das diretrizes do Programa, a atuação deverá ser de forma articulada e transversal integrando todos os eixos, quais sejam:

– Identificação e sensibilização de usuários;

– Desenvolvimento de habilidades pessoais dos usuários e orientação para o mundo do trabalho;

– Acesso a oportunidades;

– Monitoramento do percurso do usuário.

 

recadastramento bolsa familia ate 16 janeiro

SÃO AÇÕES DO PROGRAMA:

– Articular com as políticas públicas setoriais a fim de mapear as oportunidades presentes no território;

– Identificar, mobilizar, sensibilizar e encaminhar os usuários para o acesso ao Programa;

– Integrar as ações do PAIF;

– Realizar oficinas temáticas para desenvolvimento de habilidades e orientação para o mundo do trabalho.

– Analisar as potencialidades, saberes e áreas de interesse do usuário em relação ao mundo do trabalho;

– Articular as ações do Programa com a rede socioassistencial e com as demais políticas públicas;

– Encaminhar o usuário para as oportunidades do mundo do trabalho;

– Monitorar o percurso do usuário no mundo do trabalho integrado aos serviços socioassistenciais;

– Registrar as ações realizadas.

 

QUEM PODE PARTICIPAR DO ACESSUAS-TRABALHO?

Populações urbanas e rurais em situação de vulnerabilidade e risco social, idade de 14 (quatorze) a 59 (cinquenta e nove) anos1, com prioridade para usuários de programas de transferência de renda e serviços, programa, projetos e benefícios socioassistenciais.

1– A identificação e encaminhamento de adolescentes de:

– 14 (quatorze) e 15 (quinze) anos para os cursos de capacitação profissional estarão condicionados ao disposto no art. 7º, inciso XXIII, da Constituição Federal de 1988, que trata da proibição de qualquer trabalho a menores de 16 anos, salvo na condição de aprendiz a partir de 14 anos.

– 16 (dezesseis) a 17 (dezessete) anos para cursos de capacitação profissional estarão condicionados ao disposto no Decreto nº 6.484, de 12 de junho de 2008, que regulamenta os arts. 3º alínea “d”, e 4º da Convenção 182 da Organização Internacional do Trabalho – OIT, e aprova a Lista das Piores Formas de Trabalho Infantil (Lista TIP).

 

QUAL É O PÚBLICO PRIORITÁRIO?

– Pessoas com deficiência;

– Inscritos no Cadastro Único;

– Beneficiários do PBF;

– Adolescentes e jovens no sistema socioeducativo e egressos;

– Adolescentes e jovens no serviço de acolhimento e egressos;

– Adolescentes vítimas de exploração sexual;

– Jovens egressos do SCFV;

– Jovens negros em territórios do Plano “Juventude Viva”;

– Famílias com presença de trabalho infantil;

– Famílias com pessoas em situação de privação de liberdade;

– Famílias com crianças em situação de acolhimento provisório;

– Indivíduos e famílias moradoras em territórios de risco em decorrência do tráfico de drogas;

– Indivíduos egressos do sistema penal;

– Pessoas retiradas do trabalho escravo;

– Mulheres vítimas de violência;

– Comunidades e povos tradicionais;

– População em situação de rua;

– Populações de lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais – LGBTT;

– Dentre outros, para atender especificidades territoriais e regionais;

 

CONDIÇÕES DE ACESSO

– Ser residente no município de Manaus-AM.

 

CADASTRO PARA OPORTUNIDADES DE QUALIFICAÇÃO

Se você se encaixa no perfil para participar do ACESSUAS- TRABALHO, não perca tempo, procure uma unidade da SEMMASDH e faça seu cadastro!

 

Se preferir faça seu cadastro agora, acesse o Link: “QUERO FAZER MEU CADASTRO”